sexta-feira, 24 de dezembro de 2021

O Natal dos invisíveis em Parnaíba: sem roupa nova e sem ceia na mesa


Enquanto boa parte da população lota o centro e os supermercados, cuidando dos mínimos detalhes para a mesa ficar cheia e os corpos bem vestidos, outra parte não menos importante mais uma vez passará o Natal não muito diferente do restante do ano: apagados, com fome e sem esperança. 



Em Parnaíba, muitas pessoas em condições de miserabilidade buscam de porta em porta alguma migalha, contando com a data para que haja caridade na casa de alguns.

Crise e alta inflação fez muita gente ir pra rua.

Enquanto o "aniversariante" é homenageado, o mesmo nascido em manjedoura, escondido com os pais fugindo do governo, o público que o parabeniza, ano após ano valoriza o material e ignora completamente o que deveria ser o símbolo desta época. 

Parnaíba não é exclusiva, e não é diferente do resto do Brasil e do mundo, o contraste que há aqui existe em todo canto, quem tem vai festejar, quem não tem vai dormir mais cedo com fome e sem querer perspectiva de melhoria de vida mais um vez.

Nenhum comentário:

Postar um comentário