segunda-feira, 15 de novembro de 2021

Laser que acelera cicatrização de ferimentos em diabéticos é usado na UFDPAR por estudantes

 

Mesmo não havendo riscos em se submeter ao procedimento, para participar do estudo o paciente deve assinar um termo de compromisso.

 

Com a inovação em estudos sobre essa enfermidade, a partir de um procedimento à laser, é possível proporcionar ao diabético uma forma de acelerar o tratamento e cicatrização de ferimentos que em algumas situações podem contribuir no agravamento de condições clínicas de cada paciente. Uma tecnologia que já está disponível em Parnaíba para a comunidade no Centro de Especialidades em Saúde (CES), localizado no Bairro Piauí, e no Centro Integrado de Especialidades Médicas (CIEM) – que fica na Rua Marquez do Herval no Bairro Nova Parnaíba, uma iniciativa da Universidade Federal do Delta do Parnaíba (UFDPar).

A diabetes é uma doença que acomete mais de 13 milhões de brasileiros, de acordo com dados da Organização Mundial da Saúde (OMS). Os portadores dessa doença sofrem com a vulnerabilidade a complicações de natureza metabólica e de origem infecciosa. “A gente trabalha há 3 anos aqui no CIEM e também no CES há dois anos. A gente tem ambulatórios iguais, tanto aqui, quanto lá, onde a gente atende pacientes com diabetes, mas nosso foco é nas complicações que a diabete pode proporcionar. Basicamente a gente trabalha com o pé diabético […] Então o que a gente faz é a prevenção, para que essa ferida não aconteça, e quando ela já existe, a gente trata utilizando a laserterapia – uma modalidade de procedimento básico dentro da fisioterapia […] para a gente acelerar o processo de cicatrização dessas úlceras”, explicou Professor Vinícius Cardoso, responsável pela pesquisa. Essa informação é do Portal Costa Norte.

 

 

Nenhum comentário:

Postar um comentário